O acidente é o segundo no Rio de Janeiro, em menos de um mês e aconteceu quando a aeronave retornava de exercícios

size_810_16_9_saquarema-rj

A Marinha continua as buscas para encontrar o piloto que desapareceu ontem (26) após o choque entre duas aeronaves da força naval, em Saquarema, na Região dos Lagos, no estado do Rio de Janeiro. As equipes de resgate mantiveram a busca durante toda a noite, segundo informações da assessoria de imprensa da Marinha.

O acidente entre os dois caças AF-1B aconteceu durante um treinamento a 100 quilômetros da costa. Durante uma manobra para realizar um ataque simulado, os aviões colidiram. Um dos pilotos conseguiu retornar com segurança à Base Naval de São Pedro da Aldeia, também na Região dos Lagos.

O outro piloto provavelmente se ejetou da aeronave e caiu no mar. Até agora, não há confirmação se os pedaços de fuselagem encontrados no mar pertencem ao avião que caiu ou se são da aeronave que retornou à base. As buscas contam com o apoio do Corpo de Bombeiros.

O acidente

A Marinha confirmou agora há pouco um acidente com avião caça, modelo AF-1B. O piloto precisou se ejetar e está sendo procurado pelo Corpo de Bombeiros. A aeronave caiu no mar, próximo à cidade de Saquarema, na região dos lagos, cerca de 100 quilômetros da cidade do Rio de Janeiro.

A Marinha informou que faz as buscas pelo piloto a poucas milhas da costa e está apoiando a família do militar, informou, em nota enviada à imprensa.

O acidente é o segundo no Rio de Janeiro, em menos de um mês e aconteceu quando a aeronave retornava de exercícios. As causas do ocorrido ainda estão sendo investigadas.

O Corpo de Bombeiros, que também emitiu nota sobre o ocorrido, informou que uma segunda aeronave que participava do mesmo treinamento conseguiu pousar.

No ínio de julho, outro avião caça F5-FM Tiger da Força Aérea Brasileira (FAB) caiu na Base Aérea de Santa Cruz, zona oeste do Rio de Janeiro. Os dois pilotos que estavam na aeronave conseguiram se ejetar da cabine, e, com ajuda de um paraquedas, aterrissar em segurança

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *