Mesmo depois de seis termos aditivos e valores milionários, Rosinha continua longe de cumprir a promessa de 10 mil casas populares
Por thais, em 27-03-2012 – 19h59

Em janeiro deste ano, a prefeitura de Campos divulgou, através de seu Diário Oficial, o extrato referente ao 5º termo aditivo do contrato de licitação com a empresa de engenharia Odebrecht, responsável pela construção das casas do programa “Morar Feliz”. O 5º termo, trazia como objeto a “alteração no quantitativo com acréscimos de serviços”, no valor de pouco mais de R$ 69 milhões, além dos R$ 357 milhões, que constavam no contrato inicial, firmado entre a construtora e o município.

A informação é do site CAMPOS NOTÍCIA. De acordo com o site, enquanto esta matéria era apurada, o veículo recebeu a informação da publicação, nesta terça-feira, dia 27 de março, do 6º termo, no valor de mais de R$ 18 milhões, trazendo em seu objeto a seguinte explicação: “Obra de construção de 5.100 (cinco mil e cem) unidades habitacionais unifamiliares e a urbanização de seus respectivos loteamentos, especificamente redes de drenagem pluvial, água e esgoto, pavimentação de vias e calçadas”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *