A abolição da escravatura a muito já se foi, é um fato da história mais não podemos nunca esquecer o quanto  o povo sofreu na mão dos bárbaros da terra Goytacá.

Estamos na semana da Independência, mais será que conseguiremos nos livrar desta ditadura econômica e política importa em nossa cidade. Os programas sociais fazem da nossa população cada vez mais dependente que não reagem ao açoite e migalhas lançadas no terreiro. As manifestações populares tem tido luzes nas mazelas do poder público e nas corrupções de seus Governantes, Campos precisa mudar e cade a você promover esta mudança. Ontem deu até nojo ver a coação e ameaça da Diretora da Escola Pública Municipal “Nome por enquanto em sigilo”  , ameaçando e coagindo professores que estavam no desfile em Guarus com uma faixa preta no braço, a faixa de LUTO colocada pelos professores é a verdadeira expressão do sentimento em lecionar em um Município rico com receita de mais de 2,5 Bilhões e estar passando pelo constrangimento de ter um  IDEB em ultimo lugar. E o arrocho salarial sofrido na pele dos profissionais de educação que podemos tranquilamente estender para todas as áreas de serviço público Municipal em Campos reflete ainda mais o quanto existe um desiquilíbrio na gestão municipal, de nada adianta asfalto por toda a cidade e obras inacabadas, se o nosso povo esta sem cultura e sem educação, os princípios de ética, moralidade, probidade e  civismo foram abandonados .

Nossos profissionais precisam de uma remuneração mais adequada com a sua função e carga horário menor pois quando estão foram da sala de aula o trabalho não acaba, é a hora de pesquisas de matérias e correções de trabalhos e provas.

O monumento á liberdade traz uma mensagem muito clara que a escravidão já acabou tomara que  nossa Prefeita acorde e não queira estar marcada na história como a  nova dona do açoite  ‘capatas’ que tanto mal causou no período colonial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *