Olhos a partir de células-tronco !!!

Cientistas japoneses conseguiram fazer com que células-tronco cultivadas em laboratório se organizassem sozinhas em uma estrutura complexa semelhante ao olho.

A novidade, destaque na edição da quinta (7) da revista Nature, poderá auxiliar no desenvolvimento de novas alternativas para transplantes de retina e tratamento de doenças oculares.

Yoshiki Sasai, do Centro de Biologia do Desenvolvimento Riken, em Kobe, e colegas obtiveram aglomerados de células-tronco embrionárias de camundongos em um meio de cultura desenhado especialmente para a pesquisa.

As células se organizaram espontaneamente em uma estrutura de camadas e tridimensional. A estrutura se mostrou semelhante à do cálice óptico, estágio de formação do olho no feto que se desenvolve nas camadas interna e externa da retina durante a embriogênese.

De acordo com os autores do estudo, a organização das células-tronco não era esperada, uma vez que a cultura se iniciou como um agregado sem padrão de células homogêneas, que não foi induzido a assumir uma forma específica.

A pesquisa destaca como a formação do cálice óptico depende de uma programação intrínseca, sequencial e auto-organizada que direciona o destino e a posição das células, bem como o formato dessa estrutura embrionária do olho.

“Com esse estudo, conseguimos resolver um problema em embriologia que permanecia há quase um século, ao mostrar que precursores da retina têm a capacidade inerente de dar origem à estrutura complexa do cálice óptico”, disse Sasai.

“É estimulante pensar que agora estamos no caminho de nos tornarmos capazes não apenas de gerar tipos de células diferenciadas, mas também tecidos organizados, que podem abrir novos caminhos para aplicações na medicina regenerativa”, disse o cientista.

O artigo Self-organizing optic-cupmorphogenesis in three-dimensional culture (doi:10.1038/nature09941), de Mototsugu Eiraku e outros, pode ser lido por assinantes da Nature em www.nature.com.


Você acredita no inacreditável?

Companheiros, realmente é inacreditável a forma na qual a administração Pública Municipal age, é imoral que a Prefeita de Campos venha a público através do programa de rádio do último sábado dia 02 de abril de 2011, ameaçar publicamente os ladrões de jardins. Ora, se alguém robou planta e ela tem a prova, que ela denuncie, ou será que tem alguém de seu envolvimento afanando as plantas da cidade? Já que gastou tempo e recurso para fotografar estes mal feitores, que ela exerça a sua responsabilidade como administradora pública e denuncie à polícia estes fatos, ou será que são factoides?

Se você fosse prefeito(a) de Campos dos Goytacazes, e flagrasse os “bacanas” em carrões roubando jardins, o que você faria? É uma pena pois estamos vendo uma grave desvirtuação e parece que estão achando normal o roubo de plantas, e usam rádio somente para dar um pito ou ameaçar – ameaças não constroem em nada a verdadeira baderna na gestão pública. Dê uma volta no calçadão “local mais movimentao da cidade” e você irá se deparar com distribuidores de papelzinho de dinheiro, vendedores de óculos, de cofre, de tudo o que você possa imaginar e ainda mais, cuidado, porque além dos trombadinhas têm os grandes buracos no chão, uma queda nestes buracos podem te conduzir ao estrelato no Domingão do Faustão “Videos Cassestadas” – Vale R$300,00, é só aproveitar essa oportunidade e passar vergonha em rede nacional!

Direitos Sociais

De acordo com a Constituição Federal de 1988, capítulo II “dos direitos sociais”, art. VI, são direitos sociais: educação, saúde, trabalho, moradia, lazer, segurança, previdência social, proteção à maternidade e à infância e assistência aos desamparados.

Na sua opinião, o que impede que os direitos sociais sejam colocados em prática na sua região?

Ponte mais antiga de Campos pode cair

Foram necessários mergulhadores do Corpo de Bombeiros, e a repercussão na mídia de “desastres decorrentes de chuvas (com mortos)”, para que fosse detectado o risco que a ponte João Barcelos Martins, em Campos, apresentou, na semana passada, com seus pilares balançando mais que o normal. Fixaram-se aos pilares da ponte, lixo e detritos, comprometendo a estrutura da construção e aumentando o que especialistas chamam de arrasto da ponte. (mais…)