Novo planeta habitável a 600 anos-luz da Terra

O novo planeta, Kepler 22-b, é maior do que a Terra, mas desconhece-se ainda a sua composição.

A NASA confirmou hoje a existência de um planeta na zona orbital habitável do sistema planetário Kepler 22, a 600 anos-luz da Terra, no qual poderá haver condições para a formação de água em estado líquido.

Com esta descoberta, sobe para três o número de planetas fora do sistema solar em zona orbital habitável.

Segundo as agências internacionais de notícias, é a primeira vez que a agência espacial norte-americana confirma a existência de um planeta numa zona orbital habitável fora do sistema solar.

A zona orbital habitável é a região perto de uma estrela que tem as temperaturas adequadas para que exista água líquida, principal componente da vida no ‘planeta azul’.

O planeta descoberta localiza-se na única zona espacial capaz de possibilitar existência de vida, pois é o espaço da universo que possibilita a existência de uma temperatura ideal para ter aguá em estado liquído e consequentemente a existência da vida.

Por isso, apesar de sua composição ainda ser desconhecida (se ele seria rochoso como a Terra ou composto majoritariamente de gás, como Júpiter), os cientistas confirmaram que o Kepler-22b tem 2,5 vezes o tamanho da Terra e uma orbita em torno de sua estrela em uma trajetória semelhante à nossa. Seu ano tem 290 dias e sua temperatura média ficaria em torno dos 22 graus.

Mesmo sendo gratificante o esforço para descobrir todos estes planetas “habitáveis”, ainda é um desafio para o homem chegar até eles um dia, sendo que um ano-luz equivale a aproximadamente 9,5 trilhões de quilômetros. Assim sendo, pousar em um planeta que está a 600 anos-luz, é quase impossível, digamos.

À procura de planetas-irmãos

Lançada em março de 2009, a sonda Kepler tem por missão procurar planetas-irmãos da Terra suscetíveis de ter vida, observando mais de cem mil estrelas parecidas com o Sol. Durante dois anos foram identificados 2326 candidatos a planetas, dos quais 207 com um tamanho aproximado da Terra e 680 com dimensões maiores.

Em maio, o Centro francês de Investigação Científica anunciou que um dos planetas que orbita a estrela-anã Gliese 581 poderá revelar-se ‘habitável’, com um clima propício à presença de água líquida e de vida. Já em agosto, astrónomos suíços confirmaram a existência de um outro exoplaneta (planeta fora do sistema solar) em zona orbital habitável, o HD 85512b .

VISITE SEMPRE: http://fabriciolirio.com.br/

About Fabricio Lirio

Fabricio Lirio has written 2163 post in this blog.

Fabricio

Fabricio Lirio

Fabricio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *