TRE mantém Garotinho preso e manda soltar Rosinha com medidas cautelares

O plenário do TRE concedeu, por unanimidade, Habeas corpus à ex-prefeita Rosinha, presa desde a última quarta-feira, em Benfica. Rosinha Garotinho deixou o presídio por volta de 0h20, segurando um ventilador e uma bolsa, seguindo para o seu apartamento no bairro do Flamengo, onde ficará monitorada por tornozeleira eletrônica e não poderá deixar a cidade do Rio de Janeiro. A deputada federal licenciada Clarissa Garotinho e Wladimir Matheus esperavam pela mãe na porta do complexo.

O Habeas corpus do ex-governador Anthony Garotinho foi negado também por unanimidade e ele continuará preso. A defesa tentará liberdade no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Os desembargadores seguiram entendimento da Procuradoria Regional Eleitoral (PRE), que já havia se manifestado.

A Procuradoria opinou por soltar Rosinha, mas a relatora encaminhou o voto para manter Rosinha presa.

Durante o voto dos demais membros do TRE, a relatora reconsiderou e reencaminhou voto para soltar a ex-prefeita.

O TRE determinou medidas cautelares, como substituição da prisão. São elas:

* Tornozeleira eletrônica

* Proibição de deixar município onde trabalha (o advogado pediu para que ela fique no Rio).

* Recolhimento noturno e nos finais de semana

* Proibição e de falar com os réus do processo, exceto o marido Garotinho, também preso, mas em Bangu 8

Já a respeito de Garotinho, também foi seguido o entendimento da PRE, que opinou pela manutenção da prisão.

Nota da defesa:

A defesa afirma que os ex-governadores Anthony Garotinho e Rosinha Garotinho estão sendo vítimas de injustiça. E acrescenta que vai recorrer para revogar tanto a prisão de Anthony Garotinho quanto as medidas cautelares impostas a Rosinha.

Fonte: Folha da Manhã

About estrategia

has written 362 post in this blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *