Em um total de 2.176 instituições avaliadas, 683 foram reprovadas – a maioria, particulares. Dos mais de quatro mil cursos avaliados, 594 ficaram com nota baixa e tiraram 1 ou 2.

O Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais) divulgou o resultado do ENADE 2011, aonde consta que mais de 30% das universidades foram reprovadas no Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade), que avalia a qualidade do Ensino Superior. O Ministério da Educação disse que vai cortar 50 mil vagas em faculdades de baixa qualidade.

Tem outro número: apenas 27 universidades e faculdades tiraram a nota máxima. O Enade, na prática, reprovou mais de 30% das instituições de Ensino Superior do país que apresentaram índices considerados insatisfatórios, em uma escala que vai de 1 a 5. Por isso, elas vão ser punidas com o corte de vagas. A punição é para cursos e instituições que foram mal no exame nos últimos três anos.

O Ministério da Educação vai cortar 50 mil vagas que seriam oferecidas no ano que vem nas áreas de ciências contábeis, administração e saúde, principalmente nos cursos de Enfermagem. Em um total de 2.176 instituições avaliadas, 683 foram reprovadas – a maioria, particulares. Dos mais de quatro mil cursos avaliados, 594 ficaram com nota baixa e tiraram 1 ou 2.

Os cursos serão supervisionados, avaliados pelo Ministério da Educação e terão de apresentar um plano e um compromisso de melhorar a qualidade do ensino. As instituições que têm repetido o desempenho ruim nos últimos três anos vão perder a autonomia. Para abrir novos cursos, vão precisar de uma autorização prévia do Ministério da Educação. Oito instituições já são submetidas a esse controle. Para mais inormações, clique em Inep – Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais.     ACESSE SEMPRE: http://fabriciolirio.com.br/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *