Agentes do Degase iniciam paralisação

 

Com informações de Jhonattan Reis
Foto: Jhonattan Reis

Começou nesta segunda-feira (15) a paralisação das atividades dos agentes do Departamento Geral de Ações Socioeducativas (Degase). A greve teve início às 00h e apenas os serviços essenciais – com alimentação, higiene e assistência médica – estão mantidos.

Durante a manhã, os agentes se reunirame em frente ao Centro de Socioeducação Professora Marlene Henrique Alves (Cense), em Campos. O diretor do sindicato do Degase, Antônio Marcos Matos, informou que, entre as reivindicações, os funcionários pedem mais segurança, melhores condições de trabalho e reajuste salarial.

De acordo com o presidente do sindicato da categoria, João Luiz Pereira, a paralisação afeta nove unidades de internação e 16 unidades semiabertas, incluindo a do Centro de Recursos Integrados de Atendimento ao Adolescente (Criaad) de Campos.

Ele ainda acrescentou que os agentes, em todo o estado, pedem pedem Plano de Cargos, Carreira e Salários (PCCS), equiparação salarial com os agentes da Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) e elevação de departamento para secretaria.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *