Greve na Educação em Campos chega ao quarto dia

Com informações de Carolina Barbosa
Fotos: Carolina Barbosa

A paralisação dos professores da rede municipal de ensino de Campos chegou ao quarto dia nesta quinta-feira (21), após a categoria rejeitar as propostas do governo. Na noite de quarta (20), em assembleia, os profissionais decidiram manter a greve até sexta (22), quando um ato será realizado na praça São Salvador, às 15h. No mesmo dia, uma nova reunião vai discutir se a greve será mantida até o dia 30.

Profissionais da Escola Municipal Maria Lúcia, no Turfe, realizaram um protesto na manhã desta quinta. Com cartazes, o grupo se reuniu em frente à unidade que aderiu parcialmente ao movimento. Eles ocuparam a avenida 28 de Março apenas durante o tempo em que o sinal fechava para os veículos. Na Escola Municipal Lions I, no Parque Santa Rosa, a adesão à paralisação também foi parcial. Durante a manhã, cerca de 90% dos profissionais mantiveram a greve, segundo funcionários. A unidade possui aproximadamente 1.200 estudantes.

Os professores reivindicam o reajuste salarial, além de concurso público, merenda escolar de qualidade, infraestrutura, material didático de melhor qualidade pedagógica, valorização profissional com assistência à saúde, revisão do Plano de Cargos e Salários, reajuste, reposição das perdas salariais e incorporação da gratificação nos salários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *