“Nem sempre quem paga a conta é a Sociedade”

 

“Nem sempre quem paga a conta é a Sociedade”

Causadores de acidentes serão processados pelo INSS

             O Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) pretende reaver os gastos com as indenizações as vítimas de colisões e para isto vai cobrar dos motoristas que ocasionarem acidentes de trânsito com vítima que tiver que se afastar do trabalho. Inclusive alguns casos já estão sendo investigados.

Segundo Alessandro Stefanutto, procurador-geral do INSS, se for comprovado o dolo o orgão pedirá na justiça o ressarcimento dos valores pagos a vítima. Para a justiça dolo refere-se ao acidente em que um indivíduo assume o risco de atropelar e/ou matar outra pessoa. Por exemplo, se um  motorista dirigindo embreagado ocasiona um acidente e o INSS tiver que conceder algum benefício a vítima, o orgão irá processar o causador do acidente. As seguradoras já adotam uma postura semelhante. Se uma pessoa beber e bater com o carro, o seguro não cobre nada.

Segundo dados da Secretaria Estadual de Saúde, o custo do tratamento de uma vítima de acidente  chega a R$ 10,5 mil por mês. Se é notório que dirigir bêbado é fato causador de acidente, sendo impossível argumentar que o autor não sabia da possibilidade de provocar um acidente, então é justo que a conta não continue sendo paga pela sociedade.

A posição do INSS concerteza é vista com bons olhos pela sociedade, pelo menos por aquelas pessoas que dirigem com consciência. Assim o poder público estará punindo aquele que é irresponsável com a vida do outro e diminuindo a sensação de impunidade referente aos acidentes de trânsito ocasionado por atitudes irresponsáveis.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *