Em tempos de reforma previdenciária, quem pode deve se aposentar logo

Previdencia

Especialistas orientam segurado que cumpriu regras a não esperar aprovação da PEC 287

 

Rio – A incerteza com a Reforma da Previdência fez saltar o número de requerimentos de aposentadoria no INSS em mais de 60% em janeiro e fevereiro no Estado do Rio. Diante desse quadro, foram consultados especialistas em Direito Previdenciário sobre os riscos e as vantagens de dar entrada no pedido antes da aprovação da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 287 no Congresso.

Para quem tem tempo suficiente para se aposentar por idade (60 anos as mulheres e 65 os homens) ou tempo de contribuição, sendo 30 anos (mulheres) e 35 (homens), ou atingiu a Fórmula 85/95 — que soma idade e tempo de serviço —, a recomendação dos advogados é uma só: dê entrada logo no pedido de concessão.

Todos os especialistas ouvidos orientam aos segurados que antes de mais nada, é preciso fazer a contagem de tempo de serviço. Mas como isso é feito? “É preciso retirar o CNIS (Cadastro Nacional de Informações Sociais) no INSS. Nesse documento estão todos os vínculos de emprego/recolhimentos e salários de contribuição da pessoa”, explica o advogado Luiz Felipe Veríssimo, do Instituto de Estudos Previdenciários (Ieprev).

Saber se já tem o tempo necessário para dar entrada na aposentadoria foi o que levou o supervisor técnico, Paulo Roberto de Jesus, de 55 anos, ao posto do INSS na Praça da Bandeira.

CONTAGEM DE TEMPO – “Fiz a contagem um tempo atrás e faltava pouco. E agora, pelas minhas contas, tenho mais de 35 anos de serviço”, calculava Paulo Roberto. “A minha expectativa é ter o tempo necessário e já sair daqui (do posto) aposentado”, afirmou. O que acabou acontecendo.

A esposa de Paulo Roberto, Fátima Oliveira de Jesus, 54, vê o sonho da aposentadoria cada vez mais distante. Auxiliar de cozinha, ela está desempregada há 16 anos e diz que vive de bico para poder ajudar na despesa da família. “Essa reforma que está vindo não é mole. Vou morrer sem me aposentar”, lamenta Fátima.

– Quem tem direito a se aposentar hoje, mas não se aposentou porque não quis, deve registrar o direito no INSS – orienta Cristiane Saredo, do escritório Vieira e Vieira Consultoria e Assessoria Jurídica Previdenciária. “Considerando o fato de que o INSS respeitará os direitos adquiridos, a melhor opção é fazer o requerimento antes da reforma ser aprovada”, afirma Patrícia Neves, do escritório Neves e Bezerra Advogados.

Um ponto levantado pelo especialista do Ieprev é o fim do fator previdenciário sobre o benefício. Pela regra de cálculo prevista na PEC 287, os segurados vão se aposentar mediante a multiplicação da média salarial por um fator de 51%, acrescido de um ponto percentual para cada ano de contribuição.

– Um segurado que se encaixe na regra de transição — que prevê um pedágio de 50% para homens com mais de 50 anos de idade e mulheres com mais de 45 —, com 58 anos de idade e 36 de tempo de contribuição, se aposentará com 87% da média salarial (51% + 36%) – diz.

Outro homem que esteja nas mesmas condições poderia se aposentar com aplicação do fator previdenciário. Nesse caso, o fator seria 0,7966 (79,66% da média salarial). “A princípio, a regra da reforma seria benéfica ao comparar com a atual. Mas ele demoraria mais 13 anos contribuindo para atingir o benefício integral”, pondera.

Cálculo sem o fator previdenciário – Para trabalhadores que teriam a aplicação do fator previdenciário sobre o benefício do INSS, a recomendação de Adriane Bramante, do Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário (IBDP), é aguardar as mudanças que virão com a PEC 287. “Tenho orientado que, em alguns casos, esperar a Reforma da Previdência pode ser vantajosa. São os casos daqueles que teriam hoje a aplicação do fator previdenciário e que, com a reforma, o cálculo pode ser melhor”, diz.

A especialista explica que um segurado com 51 anos de idade e 35 de contribuição, que sempre contribuiu para a Previdência pelo teto, que tenha direito adquirido, se optar por dar entrada agora, terá a incidência do fator previdenciário de aproximadamente 0,60, tendo, portanto, uma redução da média de 40%. A renda ficaria em torno de R$ 3.060.

Mas se esperar a reforma, o cálculo prevê percentual de 51% (alíquota fixa) + 1% por ano de trabalho. Assim, somando 51 + 35 = 86%, tendo uma redução de apenas 14% na média. Neste caso a renda seria R$ 4.386. “Nesse caso, portanto, é melhor esperar a reforma”, orienta.

Documentos para fazer requisição – O primeiro passo é juntar carteiras de trabalho, carnês ou guias de recolhimento, certidão de serviço militar, para homens, e pedir ao INSS o extrato com as contribuições previdenciárias (CNIS), documento que tem os recolhimentos repassados pelo empregador ao INSS.

No site www.previdencia.gov.br é possível calcular o tempo de recolhimento em um simulador. A contribuição mínima atual é de 15 anos, mas a reforma pode elevar para 25 anos. Por tempo de contribuição, é preciso ter 30 anos de serviço (mulheres) e 35 anos (homens). Caso a PEC 297 seja aprovada na íntegra, haverá idade mínima de 65 anos para homens e mulheres poderem se aposentar.

Alcançando idade mínima ou tempo de contribuição ou atingir a Fórmula 85/95 — que soma idade e tempo de contribuição — é preciso juntar documentos pessoais, como identidade, CPF, certidão de nascimento ou casamento e comprovante de residência. É possível agendar o atendimento pela Central 135 ou pelo http://www.previdencia.gov.br.

Exposição conta história dos índios Goitacá

Exposição Campos

Neste dia, o museu vai funcionar das 10h às 20h

 

O Museu Histórico de Campos abre nesta terça-feira (28), dia em que Campos completa 182 anos de elevação de vila à categoria de cidade, a exposição Achados Arqueológicos do Sítio do Caju. Neste dia, o museu vai funcionar das 10h às 20h. Segundo a gerente do museu, Graziela Escocard, a exposição vai contar a história dos índios Goitacá, primeiros habitantes de Campos. O espaço cultural, que conta parte da história do município, é administrado pela Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima (FCJOL). O ponto facultativo do município foi antecipado para segunda-feira (27) e, na terça-feira (28), haverá uma programação comemorativa, que será aberta pelo prefeito Rafael Diniz, às 8h, na sede da prefeitura, e segue a partir das 15h, com atividades na Praça do Santíssimo Salvador, no Centro.

A exposição terá imagens e textos das missões arqueológicas ocorridas no sítio do bairro do Caju nos anos de 1960, 70, 80 e 90. Terá ainda ossos dos índios que ficarão expostos através de uma vitrine de vidro. “Depois que ocorreram as escavações, foi produzido um trabalho pelos pesquisadores Odemar Dias e Jandira Neto, que deu origem a um livro com o mesmo nome da exposição”, explica a historiadora.

Graziela informa que a exposição começa no dia 28 e segue até o final de abril. “Além da comemoração pela elevação de Campos à categoria de cidade, também estaremos com a exposição pelo Dia do Índio, comemorado em 19 de abril”, ressalta. As visitas podem ser agendadas através do telefone (22) 98175-0616.

A historiadora lembra que no dia 28 a comemoração é devido à elevação de Vila de São Salvador à categoria de cidade mas que, na verdade, Campos tem mais de 300 anos. “É uma forma de esclarecer aos campistas como se deu o processo de ocupação desta região, que comemora este ano 364 anos de instalação da primeira Vila de São Salvador, 340 anos de instalação da segunda Vila pelo Visconde de D Asseca e os 182 de elevação à categoria de cidade”, informa Graziela, citando as três datas importantes que comemoram a fundação da cidade: 1º de janeiro de 1653; 29 de maio de 1677 e 28 de março de 1835.

Projeto de Educação Patrimonial – Além da exposição, a administração do museu preparou uma atividade para a criançada, que reúne diversão e conhecimento. A brincadeira será, de manhã, a partir das 10h, e à tarde, a partir das 14h. “Vamos montar uma caixa de terra, que chamamos de Sítio Arqueológico Teórico, onde as crianças serão arqueólogos por um dia. Elas vão escavar essa caixa de terra, onde encontrarão esqueletinhos de brinquedo, fazendo uma alusão aos achados arqueológicos. Assim, as crianças vão aprender brincando”.

Fonte: Comunicação/PMCG

 

Detran realiza vistoria itinerante nesta semana em São Fidélis, Quissamã e SJB

Detran-25

Com o serviço, o Detran evita que seus clientes precisem se deslocar até cidades vizinhas para regularizar os veículos

O Detran visita municípios do interior do estado para oferecer serviços como licenciamento anual; transferências de propriedade, de município e de jurisdição; segunda via de Certificado de Registro de Veículo (CRV); inclusão e baixa de alienação; e alteração de características.

Com o serviço, o Detran evita que seus clientes precisem se deslocar até cidades vizinhas para regularizar os veículos.

Para agendar o serviço, os motoristas devem ligar para 0800 020 4040 e 0800 020 4041 ou acessar o site www.detran.rj.gov.br.

Confira o calendário da semana:
28 – Bom Jardim, São João da Barra, Tanguá, Sumidouro e Três Rios;
29 – Iguaba Grande, Itaocara, Quissamã, São Fidélis e Itatiaia;
30 – Porto Real, São José do Vale do Rio Preto, Carapebus, Aperibé e Silva Jardim;
31 – Itaguaí, Areal, Conceição de Macabu, São José do Vale do Rio Preto e Quatis.

Fonte: Imprensa RJ 

Amanhã, aniversário da cidade, movimento normal para todos segmentos

Praça-São-Salvador-5-768x440

O ponto ponto facultativo de amanhã foi antecipado para hoje, segunda-feira

 

Amanhã (terça-feira, 28), dia da celebração do aniversário de 182 anos do município de Campos dos Goytacazes, os segmentos econômicos, educacionais e sociais da cidade funcionarão normalmente. Isso, porque neste dia, como acontece em anos anteriores, é decretado ponto facultativo e, desta vez, o Governo Rafael Diniz antecipou para hoje (segunda-feira, 27).

No entanto, mesmo sendo ponto facultativo esta segunda-feira, bancos e órgãos das administrações públicas estadual e federal, funcionaram normalmente. Somente deixaram de funcionar as instituições municipais, ou seja, escolas, creches, unidades de atendimento social, além de secretarias e autarquias ligadas à prefeitura. Já os serviços essenciais como atendimentos médicos, plantões médico-hospitalares e Unidades Básicas de Saúde funcionaram normalmente.

Segundo o secretário municipal de Governo, Fábio Bastos, a antecipação teve como finalidade otimizar os trabalhos. “O motivo de antecipar o ponto facultativo de terça-feira (28) para segunda-feira (27) foi para termos o funcionalismo trabalhando numa sequência de dias, sem interrupção. Se ficasse o ponto facultativo na terça, haveria interrupção, com o servidor trabalhando segunda, folgando terça e voltando quarta. e estudos científicos comprovam que quando se antecipa esse ponto facultativo para o início da semana ou transfere para o final de semana, o rendimento do trabalho é melhor, até mesmo para o servidor. E lembrando ainda que foi concedido o ponto facultativo ao servidor porque historicamente isso é feito”, explica o secretário.

Cultura, esporte, saúde e lazer no aniversário de 182 anos de Campos

Praça São Salvador

O prefeito Rafael Diniz vai abrir a programação, às 8h, com uma solenidade na sede da prefeitura

 

Campos completa 182 anos de elevação de vila à categoria de cidade no dia 28 de março, terça-feira, e, para marcar a data histórica, a Prefeitura de Campos vai realizar uma programação que inclui atividades culturais, esportivas, de promoção à saúde, lazer e que reúnam a história do município e a elevação da autoestima da população. O prefeito Rafael Diniz vai abrir a programação, às 8h, com uma solenidade na sede da prefeitura com a participação da Banda da Guarda Civil Municipal. Na segunda-feira (27), também dentro da programação de aniversário da cidade, haverá a reabertura do Teatro de Bolso Procópio Ferreira, com o Festival de Esquetes do Sindicato dos Artistas e Técnicos em Espetáculos do Estado do Rio de Janeiro (SATED-RJ).

O festival começa às 19 horas e será em homenagem ao Dia Mundial do Teatro e do Circo, comemorados em 27 de março. O prefeito Rafael Diniz antecipou o ponto facultativo para segunda-feira (27) e, no dia 28, o expediente na administração pública será normal. Na terça-feira, às 8h, haverá solenidade de abertura da programação na sede da prefeitura e, em seguida, culto ecumênico. Em seguida, várias atividades serão desenvolvidas nas Praças do Santíssimo Salvador e das Quatro Jornadas, no Centro.

Representantes da Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima (FCJOL), secretaria de Educação, Cultura e Esportes (Smece), Fundação Municipal de Esportes (FME), superintendências de Comunicação, do Idoso e de Entretenimento e Lazer se reuniram com a chefe do cerimonial Daniela Tinoco para definir alguns detalhes da programação.

— Será uma programação integrada envolvendo vários órgãos da prefeitura valorizando a história do nosso município e o seu principal patrimônio, que é a população. Também teremos, dentro da programação, uma ação de solidariedade com a unidade móvel do Hemocentro das 8h às 17h recebendo doadores para reforçar o estoque de sangue — disse a chefe do cerimonial.

Exposição – No Museu Histórico de Campos, também na praça, será aberta a exposição “Achados Arqueológicos sobre o Sítio do Caju” que vai contar a história dos índios Goytacazes, que foram os primeiros habitantes do município. Neste dia, o museu ficará aberto das 10h às 20h.

— Também teremos atividades para as crianças neste dia. Uma caixa de terra, onde elas poderão simular uma escavação. Vai ser muito divertido e enriquecedor — disse a gerente do Museu, Graziela Escocard.

Atividades na praça – Tendas serão montadas e vários tipos de atendimentos serão oferecidos, a partir das 15h, na Praça São Salvador. Entre os serviços oferecidos, estão aferição de pressão e glicemia e orientação dos programas de saúde voltados para o trabalhador. Também haverá oficina de grafite da Fundação Municipal da Infância e da Juventude (FMIJ); distribuição de mudas de árvores pela secretaria municipal de Desenvolvimento Ambiental e penteados com o Projeto Black & Cia. Às 16h, haverá alongamento laboral; às 17h20, roda de capoeira e, às 18h20, apresentação da secretaria municipal de Educação, Cultura e Esportes (Smece) com o espetáculo Coisas da gente, que fala sobre a cultura popular de Campos, fazendo uma viagem pela história, doces, dança e folclore do município.

— Encerrando a programação, haverá show às 19h30 com artista local valorizando nossa cultura e todo cenário arquitetônico, que envolve o local, como o prédio do Museu e o Chafariz Belga — disse o vice-presidente da FCJOL, Vinícius Soares.

Stand up paddle – Através do Departamento de Turismo, também será realizada neste sábado (25), a remada pelo Rio Paraíba do Sul entre o Rancho da Ilha até o Cais da Lapa, um percurso de 10 quilômetros. A remada, que conta com o apoio da prefeitura, será realizada entre 8h e meio-dia, com saída às 8h do Rancho da Ilha. O evento é uma realização da Associação Norte Fluminense de Stand Up Paddle (ANFSUP). Segundo o diretor de Turismo, Júnior Lucena, essa modalidade esportiva vem crescendo muito em Campos e na região e o passeio acontece na semana em que é comemorado o Dia Mundial da Água, 22 de março. Segundo a organização do evento, a remada também será em comemoração aos 182 anos de elevação de Campos à categoria de cidade, 28 de março.

Fonte: Comunicação/PMCG

Cerca de 500 inscrições para os cursos gratuitos na Casa da Juventude

Casa da Juventude

Cerca de 500 pessoas foram atendidas nos dois primeiros dias de inscrições para os cursos livres gratuitos da Casa da Juventude. Através da Fundação Municipal da Infância e da Juventude (FMIJ), o equipamento está oferecendo cursos de qualificação profissional para jovens entre 18 e 29 anos que desejam ingressar no mercado de trabalho. As inscrições, que são gratuitas, seguem até sexta-feira (24) e devem ser feitas na Casa da Juventude, na Rua Luís Sobral, 56, no Parque Tamandaré.
O diretor de Programas da Juventude, Jean Chantre Barcelos, destacou que a seleção dos jovens para os cursos não se dará por ordem de finalização das inscrições, mas sim através de uma análise socioeconômica dos inscritos. “Por isso realizamos entrevistas individualmente. Fazemos a análise caso a caso, para que sejam priorizados os interessados que encontram-se em situação de vulnerabilidade social. Temos uma equipe técnica responsável por este trabalho. Vamos oferecer oportunidades a quem realmente precisa”, explicou.
Na Casa da Juventude serão oferecidos os cursos de Depilação, Manicure e Pedicure; Assistente em Recursos Humanos; Assistente em Logística; Montagem e Manutenção de Computadores; Informática Básica com Internet e Mídias Sociais; Corte de Cabelo Masculino e Técnicas de Barbear; Liderança e Gestão Empresarial; e Turismo e Hotelaria. Estes dois últimos cursos foram criados nesta gestão. Todos terão carga horária de 120h e 140h, e duração de quatro meses. Serão emitidos certificados na conclusão dos mesmos.
A listagem com os nomes dos selecionados será divulgada no próximo dia 31 (sexta-feira) e poderá ser consultada na Casa da Juventude ou no site da Prefeitura de Campos

Campos tem 110.456 mil imunizados contra a febre amarela e vacinação terá apoio do Exército

Vacinação

Atendendo ao convite da Câmara de Vereadores de Campos, a diretora da Vigilância em Saúde, Andréya Moreira, esteve no Plenário do Legislativo nesta quarta-feira (22) para apresentar um balanço de todas as ações que vêm sendo desenvolvidas pelo município na estratégia de vacinação contra a febre amarela. A médica, que é mestre em Medicina Tropical pela Fiocruz, informou que já são 110.456 mil pessoas imunizadas no município e que não há vírus circulante na cidade. Sobre o caso suspeito de uma jovem, que ficou internada em um hospital público do município, ela esclareceu que o exame descartou a febre amarela. O diagnóstico foi de leptospirose.
A diretora da Vigilância em Saúde anunciou que, a partir desta quinta-feira (23), o Exército estará reforçando a segurança nos 15 polos de vacinação. “Fomos até o major Bottrel (Guilherme Bottrel), comandante da 2ª Companhia de Infantaria] e, a partir desta quinta, estaremos com esse reforço do Exército”, informa. A vacinação segue das 8h às 16h.
Ela explicou todo o processo que envolve a doença, transmitida através da picada de mosquito e que, desde 1942, não há registro de febre amarela urbana. A médica lembrou que as estratégias adotadas pela Secretaria de Saúde antecederam a propagação da doença nos primeiros locais onde houve registro, como os estados de Minas Gerais e Espírito Santo.
– Nossa estratégia começou pelas divisas nos distritos de Santo Eduardo e Santa Maria.  Fizemos o cinturão da Mata Atlântica porque ficamos apreensivos. Antes de tudo ocorrer, estávamos desenvolvendo muitas ações. Houve uma cronologia e estivemos sempre à frente -, explicou, lembrando que a primeira reunião sobre o assunto com autoridades de saúde do Estado aconteceu no dia 26 de janeiro e, no dia 30, o bloqueio teve início em Campos.
A diretora da Vigilância em Saúde informa que, diariamente, estão sendo vacinadas cerca de 20 mil pessoas. Para os próximos dias, mais doses de vacina chegarão ao município, segundo Andréya.   “Não há necessidade de pânico. Não fazemos parte de um alerta epidemiológico porque não temos vírus circulando na cidade e, quando saiu o resultado do macaco encontrado morto em Rio Preto, mais de 80% da população de lá já estava vacinada”, explica a diretora da Vigilância em Saúde, lembrando que o animal foi encontrado no dia 07 e a vacinação teve início na localidade no dia 04.
Idosos – A médica voltou a falar sobre a necessidade da vacina ser aplicada em idosos, apenas, com indicação médica.  “A vacina contra a febre amarela é uma vacina de vírus vivo atenuado. Não é um vírus morto como o da gripe, por isso, as vacinas só podem ser aplicadas em idosos com o atestado médico que garante que eles têm imunidade para isso”, explica.
Doação de sangue – A diretora da Vigilância em Saúde também reforçou a importância dos doadores de sangue irem ao Hemocentro Regional do Hospital Ferreira Machado, antes de tomar a vacina contra a febre amarela.  “Precisamos aumentar o estoque de sangue e, quem toma a vacina, não pode doar sangue em menos de 28 a 30 dias, portanto, todas as pessoas que forem doar sangue, receberão um comprovante para que, na hora de tomar a vacina, não precisem enfrentar fila”.

 

Termômetro e medidor de pressão com mercúrio serão proibidos a partir de 2019

Termometro

Objetivo é eliminar o uso de mercúrio em diferentes produtos

 

Resolução da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) publicada hoje (22) no Diário Oficial da União proíbe, em todo o território nacional, a fabricação, a importação, a comercialização e o uso em serviços de saúde de termômetros e esfigmomanômetros (medidores de pressão arterial) com coluna de mercúrio. A determinação passa a valer a partir de janeiro de 2019.

No último dia 7, a diretoria colegiada da Anvisa aprovou uma série de medidas para retirar do mercado materiais de saúde que utilizam mercúrio na composição – entre elas, a proibição do uso de mercúrio em termômetros e medidores de pressão corporal com coluna de mercúrio e o uso de mercúrio e liga de amálgama não encapsulado em odontologia.

A decisão também inclui a proibição do uso desses equipamentos em serviços de saúde, que deverão fazer o descarte dos resíduos sólidos contendo mercúrio conforme normas definidas pela própria agência (RDC nº 306/2004) e por órgãos ambientais estaduais e federais.

A proibição dos termômetros e dos medidores de pressão com coluna de mercúrio, segundo a Anvisa, é resultado da Convenção de Minamata, assinada pelo Brasil e por mais 140 países em 2013 e que tem como objetivo eliminar o uso de mercúrio em diferentes produtos, como pilhas, lâmpadas e equipamentos para saúde.

Riscos à saúde humana e ao meio ambiente
Ainda de acordo com a agência, o impacto da contaminação do meio ambiente por mercúrio está ligado diretamente aos riscos provocados pela exposição ao mercúrio para a saúde humana. Dados do Ministério do Meio Ambiente revelam que a exposição a 1,2 miligramas de mercúrio por algumas horas pode causar bronquite química e fibrose pulmonar em seguida.

Segundo a pasta, o mercúrio pode causar problemas ao sistema nervoso central e à tireoide, caso a exposição ao material ocorra por períodos longos. Entre as formas existentes de mercúrio, há o metil-Hg, considerada a mais tóxica aos organismos superiores, em especial aos mamíferos. Ele se acumula no sistema nervoso central, causando disfunção neural, paralisia e pode levar à morte.

Substitutos do mercúrio
A Anvisa destacou que termômetros e medidores de pressão com coluna de mercúrio já vêm sendo substituídos no Brasil por outras tecnologias. Levantamento de junho de 2016 aponta que apenas dois termômetros com coluna de mercúrio tinham registro na agência em meio a 63 registros de termômetros digitais. O mesmo levantamento mostrou que existia apenas um registro de medidor de pressão com coluna de mercúrio contra 42 registros de esfigmomanômetros que não usam a substância.

Termômetro com mercúrio em casa
A agência também ressaltou que, como se trata de um produto sem prazo de validade, é possível que algumas pessoas ainda tenham termômetros com mercúrio em casa. A quantidade da substância presente em termômetros de uso caseiro, segundo a Anvisa, não chega a ser comprometedora, mas, em caso de acidentes, a orientação é manter as seguintes precauções:

– Não permita que crianças brinquem com as bolinhas de mercúrio.

– Utilize luva e máscara e recolha com cuidado os restos de vidro em toalha de papel, coloque em recipiente resistente à ruptura para evitar ferimento e feche hermeticamente

– Localize as bolinhas de mercúrio e junte-as com cuidado, utilizando papel cartão ou similar. Recolha as gotas de mercúrio com uma seringa sem agulha. As gotas menores podem ser recolhidas com fita adesiva

– Transfira o mercúrio recolhido para recipiente de plástico duro e resistente, feche hermeticamente e cole um rótulo indicando o que há no recipiente

– Recipientes que acondicionem mercúrio líquido ou seus resíduos contaminados devem estar armazenados com quantidade de água (selo hídrico) capaz de cobrir esses resíduos, para minimizar a formação de vapores de mercúrio

– Identifique o recipiente, escrevendo na parte externa “Resíduos tóxicos contendo mercúrio”

– Não use aspirador, pois isso vai acelerar a evaporação do mercúrio, assim como contaminar outros resíduos contidos no aspirador

– Coloque o recipiente em uma sacola fechada.

– Entre em contato com o serviço de limpeza urbana do seu município ou órgão ambiental (estadual ou municipal) para saber como proceder a entrega do material recolhido.

Prorrogado prazo para que escolas se inscrevam na Olimpíada de Astronomia

Astronomia

Podem se inscrever alunos de escolas públicas e privadas de todo o país

 

O prazo para que escolas se inscrevam na Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA) foi prorrogado até 2 de abril. A competição é aberta a alunos de escolas públicas e privadas de todos os anos do ensino fundamental e do ensino médio.

Nas edições passadas, mais de 8 milhões de alunos do ensino médio e do ensino fundamental participaram das competições. Só em 2016, a OBA atraiu mais de 744 mil estudantes de 7.915 escolas de todo o país. A OBA é realizada em fase única com uma prova aplicada na própria escola em 19 de maio.

Os alunos com melhor desempenho vão representar o país na Olimpíada Latino-Americana de Astronomia e Astronáutica e na Olimpíada Internacional de Astronomia e Astrofísica, em 2018. Os estudantes que se destacarem também poderão participar da 14ª edição da Jornada Espacial, em São José dos Campos (SP).

Todos os alunos que participarem da olimpíada receberão certificado. A olimpíada é coordenada por uma comissão formada por membros da Sociedade Astronômica Brasileira (SAB) e da Agência Espacial Brasileira (AEB). As escolas interessadas em participar da OBA devem se inscrever pela internet

Detran ordena que motoristas entreguem suas habilitações em 10 dias

Detran

Condutores não foram localizados

 

O Detran determinou hoje, no Diário Oficial, que 314 condutores não localizados pelos Correios entreguem suas carteiras de habilitação por terem atingido o limite de 20 pontos em multas de trânsito acumuladas em 12 meses seguidos ou cometido infrações puníveis com a perda temporária do direito de dirigir, como excesso de velocidade e condução sob efeito de álcool ou drogas.

A relação publicada no Diário Oficial inclui somente quem não foi encontrado por não ter atualizado o endereço de correspondência. Todos os notificados devem entregar a Carteira Nacional de Habilitação ao Detran em até dez dias, contados a partir desta terça-feira (21), no Núcleo de Documentos Acautelados, na Avenida Presidente Vargas 817, no Centro do Rio, ou em qualquer posto de habilitação.

Para reavê-las, eles terão que se submeter a um curso de reciclagem de 30 horas e cumprir o tempo de suspensão estipulado na punição. Caso contrário, responderão a um processo para cassação da habilitação se forem flagrados dirigindo, como determina o artigo 263 do Código de Trânsito Brasileiro. Esse flagrante pode ser feito por agentes de trânsito ou eletronicamente, através do registro de multas cometidas após a perda do direito de dirigir.

O Diário Oficial também notifica 1.010 pessoas para que apresentem suas defesas prévias e outras 367, que ainda podem recorrer às juntas administrativas de recursos e infrações. Todas elas respondem a processos para suspensão da CNH e têm 30 dias para se defender.

Para saber se está incluído nesta e em outras listas publicadas no Diário Oficial, basta acessar o link http://multas.detran.rj.gov.br/gaideweb/consultaNotificacaoSemSucesso. E os motoristas que já respondem a processo podem checar a sua situação em http://multas.detran.rj.gov.br/gaideweb/processoEletronico.

Fonte: Imprensa RJ